Razão, Religião e Amorevolezza, uma coisa de cada vez

A Paróquia Santa Teresinha, por ser uma paróquia salesiana, tem por costume, já que sua padroeira é celebrada mensalmente no dia 01 de cada mês, celebrar seu co-padroeiro Dom Bosco, no dia de seu nascimento, todo dia 16 e assim foi também no mês de janeiro de 2018.

No entanto, não poderia a paróquia, se furtar a celebrar no próprio dia de seu santo, dia 31 de janeiro, uma grande festa, com procissão, missa solene e festiva e uma confraternização da comunidade, e que essa festa tivesse uma digna e apropriada preparação.

Sendo assim, dez dias após a celebração mensal do dia 16, a comunidade iniciou um tríduo de preparação á grande festa do Pai e Mestre da Juventude, São João Bosco, tratado na família salesiana, mais intimamente por Dom Bosco, como ele próprio preferia ser chamado.

Durante esse tríduo, para que a comunidade pudesse se preparar adequadamente para a festa maior, foi apresentada uma reflexão, conduzida pelo Salesiano Cooperador Carlos Roberto Minozzi, sobre os três pontos do que poder-se-ia intitular de Pedagogia de Dom Bosco; a Razão, a Religião e a Amorevolezza, cada ponto vindo a ser refletido em um dia do tríduo.

No dia 26 de janeiro, então, durante a missa das 19h30, o SC Minozzi apresentou o primeiro ponto da reflexão, a Razão que movia Dom Bosco no tratamento dado a seus meninos.

Passado o fim de semana, na segunda-feira dia 29 de janeiro, foi retomado o tríduo, com a reflexão sobre o segundo ponto da pedagogia de Dom Bosco com seus meninos, a Religião e qual devoção e prática  santo recomendava a todos que desejassem um crescimento espiritual.

Chegado o dia 30 de janeiro, o Salesiano Cooperador Minozzi apresentou então, a reflexão sobre a forma de tratamento de Dom Bosco com seus meninos, que fazia com que cada um deles se julgasse mais querido por ele do que todos os outros, a Amorevolezza.

E então, na quarta-feira, dia 31 de janeiro, a comunidade paroquial atendeu o convite para participar da bela festa preparada para o santo padroeiro, iniciada pela procissão ao redor da praça paroquial, seguida da santa missa, onde, em sua homilia, Pe. Camilo lembrou de que forma Dom Bosco olhava seus meninos e que efeito isso fazia entre eles.

E como que coincidindo com o espírito de família que Dom Bosco transmitia a seus meninos, três famílias celebraram nessa missa, bodas, sendo suas de prata e uma de 47 anos de vida conjugal.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.