Um Natal acolhedor

A comunidade paroquial já se acostumou a encontrar aos domingos, seu pároco Pe. Camilo P. da Silva, na porta da igreja recebendo cada um dos fiéis, cumprimentando-os, abraçando-os, beijando-os, perguntando pelo parente que não veio, enfim, dando um exemplo de acolhida nunca visto.

Naturalmente, numa missa solene e festiva, realizada em outro ambiente em virtude do número de pessoas que a ela acorrem, imaginava-se que talvez fosse diferente. Mas não. Lá estava o pároco, na porta do Teatro Dom Bosco, no último dia 24 de dezembro, quando realizar-se-ia a Missa de Vigília do Natal, cujo tema “Ide sem medo para servir” junto de uma grande imagem do Cristo Redentor, remetia à lembrança dos dias em que o país viveu a fé alegre dos dias da Jornada da Juventude realizada no Rio de Janeiro em junho deste ano.

E a acolhida foi a tônica da noite. Não uma acolhida para ficarmos restritos à missa que se celebrava, mas uma acolhida fraterna que nos enviava a todos para celebrarmos o Natal em casa, com nossas famílias de uma forma acolhedora e gentil, como nos testemunhava desde o início o presidente da celebração, Pe. Camilo, que teve como concelebrante Pe. Thales Epov.

Em uma homilia repleta de significado (que vale a pena ser ouvida por diversas vezes), Pe. Camilo lembrou a todos de que o Natal não é um evento passado e sim algo que ocorre hoje, quando acolhemos o Menino Jesus e quando a comunidade acolhe seus membros mais carentes, repartindo com eles a felicidade dessa noite. Lembrou ainda, de uma forma emocionada, a acolhida que teve desde quando aqui chegou e o apoio dado por essa comunidade quando da perda de sua mãe.

Homilia de Pe. Camilo

No momento de Ação de Graças, já que o tema da noite remetia à Jornada Mundial da Juventude, esta se fez presente, encenando o envio que as palavras do Papa Francisco, ditas naquela ocasião motivaram todo o país, em especial à juventude missionária.

Ao final da celebração, ocorreu a já tradicional distribuição de alimentos para a ceia das famílias assistidas pela paróquia, que este ano, dada a quantidade de doações tiveram com certeza uma mesa farta, demonstrando a acolhida da comunidade aos irmãos mais necessitados.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.