Na simplicidade, a profundidade.

Chegada a sexta-feira santa, a Paróquia Santa Teresinha preparou-se para, mantendo a tradição da sexta-feira santa, realizar às 9h00, a Via-Sacra pelas ruas do bairro, tradição essa iniciada pelo Pe. Francisco de P. Francischi, SDB, mais conhecido como Pe., Chico, há mais de 50 anos atrás.

Casas de paroquianos previamente convidados a hospedarem as estações da Via-Sacra, preparam suas casas com imagens, Bíblias e outros objetos religiosos, para que a procissão faça suas paradas para reflexão sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Este ano, presidida pelo Dc. José Júnior, SDB, foi acompanhada por um grande número de fiéis, entre os quais, o próprio pároco, Pe. Sìlvio César, SDB, que declarou ter sido agradavelmente impressionado pela piedosa fé dos paroquianos e pela procissão, que remete à costumes de cidades do interior, costumes esses, simples mas de profundo significado.

Já na parte da tarde, às 15h00, novamente a comunidade paroquial retorna á igreja para celebrar a Paixão de Jesus Cristo, com a adoração à Santa Cruz, em clima de silêncio e introspecção, refletindo sobre nossa vida atual, em que muitas vezes, com nossas atitudes, colaboramos com a morte daquele que veio para nos salvar.

Chegada a noite, mais uma vez a igreja se enche de fiéis para acompanhar a procissão do Senhor morto, fechando assim as celebrações da sexta-feira santa, e levando os paroquianos a retornarem às suas casas para aguardar com orações o momento do sábado à noite, quando então Jesus Cristo retornará ressuscitado em toda sua glória.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.