Intensa e profunda como deve ser

Intensidade e profundidade foram as tônicas das celebrações da Semana Santa de 2017 na paróquia Santa Teresinha, o que conferiu também uma tranquilidade a toda a comunidade que participou de forma frequente e maciça em todos os momentos de celebração, reflexão e interiorização proporcionados pela liturgia da semana maior da Igreja.

O início disso tudo foi no Domingo de Ramos, quando se celebra a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém para viver seus últimos dias, antes do sacrifício maior, o da Sua vida para nossa salvação.

“Ao iniciarmos uma vez mais a Semana Santa, ao vivermos novamente os mistérios da paixão, morte e ressurreição do Senhor, estejamos atentos à Palavra do mesmo Evangelho.” Com estas palavras, o pároco Pe. Camilo P. da Silva, chamava desde então, a atenção da comunidade para tudo que se iria celebrar a partir daquele momento.

PIEDADE, O INGREDIENTE DE UM TRÍDUO PREPARATÓRIO

Seguindo o Domingo de Ramos, já na segunda-feira à noite, a comunidade reuniu-se para iniciar um tríduo preparatório à celebração do tríduo maior, o tríduo pascal. Dessa forma, na segunda-feira, para melhor estar atenta à Palavra de Deus, a assembléia reuniu-se na igreja e exercitou-se na prática da leitura orante, conduzida pelo grupo da Lectio Divina da paróquia, que se reúne todas as segundas-feiras para esse exercício espiritual.

 Na noite seguinte, a da terça-feira, a comunidade celebrou rezando um terço luminoso refletindo os mistérios dolorosos.

E na quarta-feira, encerrando essas três primeiras noites da Semana Santa, os fiéis puderam rezar uma via sacra baseada na Campanha da Fraternidade deste ano, que contou também com uma apresentação para conduzir a reflexão.

A apresentação prendeu a atenção da comunidade e ao final da noite, muitos pediram que pudessem ter também o texto da mesma, o que pode ser baixado aqui.

O TRÍDUO PASCAL

Chegada então a quinta-feira santa, à noite, a comunidade acorreu à igreja para a celebração da instituição da Eucaristia, conhecida popularmente como a missa do lava-pés, e já em sua homilia, Pe. Camilo lembrava que a Eucaristia é “pão da vida entregue a todos para a comunhão”.

E neste ano, para que a comunidade toda pudesse melhor presenciar a cerimônia do Lava-Pés, os paroquianos escolhidos para representar os discípulos, sentaram-se à frente do altar e não lateralmente como nos outros anos. Após a belíssima missa com participação piedosa de toda a comunidade, o Santíssimo Sacramento foi então, com muita simplicidade e sem pompa, trasladado para a capela montada no salão paroquial, onde permaneceu enquanto a comunidade toda se colocava em adoração a Ele.

Já na manhã de sexta-feira, fiéis reuniram-se logo pela manhã no estacionamento paroquial para dar início à tradicional Via-Sacra pelas ruas do bairro. Pe. Francisco P. de Francischi, o conhecido Pe. Chico, que há muitos anos atrás iniciou essa tradição na paróquia, fez questão de vir acolher a comunidade e exortá-la a caminhar, conduzida pelo Diácono Marcelo Manoel da Silva

Na parte da tarde, às 15h00, novamente os fiéis comparecem à paróquia para a celebração da paixão de Jesus Cristo e a adoração à Santa Cruz. Numa silenciosa e profunda celebração, Pe. Camilo lembrou o mistério de amor que foi o extremo sofrimento e sacrifício de Jesus Cristo, morrendo, para que tivéssemos vida plena.

E à noite, encerrando as piedosas celebrações da sexta-feira, a comunidade sai em caminhada pela praça paroquial acompanhando a figura do Senhor morto, com os lamentos das Verônicas que entoam seu triste canto para nos lembrar que por culpa de nossos pecados e´que Ele assim se encontra.

Mas nossa tristeza pela morte de Jesus Cristo tem também seu fim, quando no sábado à noite, toda a comunidade torna a igreja pequena para proclamar Sua Ressurreição. É a Páscoa! “No meio das trevas, brilha a luz. No meio da escuridão refulge a vida nova”, é o que vem nos lembrar Pe. Camilo em sua homilia.

A comunidade então celebra com grande alegria a vitória de Nosso Senhor Jesus Cristo sobre a morte e a certeza de nossa salvação.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.