Eucaristia, mistério de amor extremo

Quebrando uma tradição, este ano, a Solenidade de Corpus Christi, celebrada em 20 de junho de 2019, teve o tradicional tapete e missa, na parte da manhã dessa quinta-feira, de forma que facilitou inclusive aos fiéis que não perdem a tradicional e solene celebração, poderem também aproveitar o “feriadão” com seus familiares.

Na ocasião, Pe. Sílvio César da Silva, sdb, pároco de Santa Teresinha, solicitou ao diácono José Lopes Lima Jr, sdb, que fizesse a homilia. Este então, em sua pregação, iniciou lembrando esse pedido do pároco, e durante a mesma, exortou a comunidade a buscar sempre ser como Cristo.

Reforçando o sentido do dia em que a Igreja celebra o corpo e sangue de Jesus Cristo, mostrou que em todas as vezes em que celebramos a missa, celebramos o mistério de um amor extremo, a Eucaristia.


 Toda a celebração foi de um profundo significado, com o início pela procissão do Santíssimo Sacramento pelo tapete confeccionado pelas pastorais e montado ao redor da praça. Durante essa procissão, Pe. Sílvio revezou a condução do ostensório com o Santíssimo Sacramento com o diretor da comunidade salesiana de Santa Teresinha, Pe. Douglas Verdi, sdb, e também com o próprio diácono José Jr.

Embora o tempo para a montagem do tapete tenha sido exíguo, o esforço da comunidade através de seus agentes de pastorais pôde concluir o trabalho com o tradicional carinho com que ele é feito, aproveitando esse momento para sempre aprofundar o sentido de participação na vida da paróquia.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.