Muitas crianças #vieramprachuva

Desde o início da novena em honra da padroeira no dia 22 de setembro de 2015, a PASCOM Santa Teresinha lançou o #vemprachuva para divulgação de todas as celebrações.

Naturalmente esse não foi o motivo principal, mas coincidentemente neste ano, a participação infantil em todas as missas, vestidas de Santa Teresinha ou de frades carmelitas, foi maciça mesmo em dias em que a chuva não foi só de rosas da santinha mas de água mesmo.

As celebrações foram presididas por padres salesianos, oriundos das mais diversas casas, convidados que foram para esse momento. Abriu a novena no dia 22 de settembro, Pe. Aramis, que matou as saudades de muitos paroquianos da época em que trabalhou como diretor do Colégio Salesiano Santa Teresinha.

Em sua homilia, Pe. Aramis, sempre com sua forma simpática de tratar dos mais diversos assuntos, lembrou que a escolha de proceder bem ou mal é nossa.

Já no dia 23 de setembro foi a vez do inspetor salesiano de São Paulo, Pe. Edson, que também é antigo conhecido da comunidade paroquial de Santa Teresinha, da época em que ocupou o cargo de reitor da Unisal, vir presidir a segunda celebração da novena da padroeira.

Através de um testemunho de vida pessoal muito tocante, Pe. Edson falou em sua homilia do quanto a vida em família é muito importante.

A noite de 24 de setembro, dedicada também à comemoração mensal de Nossa Senhora Auxiliadora, trouxe a alegria e a irreverência de Pe. Rafael, que tem uma grande empatia por parte das crianças que participavam da missa.

Também Pe. Rafael aproveitou a homilia para contar “causos” de sua infância e juventude demonstrando a catequese feita por sua família, transmitindo valores cristãos que o auxiliaram no discernimento de sua vocação sacerdotal.

A noite da sexta-feira 25 de setembro trouxe à nossa paróquia o jovem Pe. Glauco, responsável pela Pastoral Juvenil Salesiana e pela Pastoral Vocacional, ambas no âmbito da Inspetoria Salesiana de São Paulo.

Partindo da pergunta que Jesus faz a seus discípulos “E para vós, quem eu sou?”, Pe. Glauco construiu sua homilia demonstrando que temos de colocar Jesus no centro de nossa vida.

A missa do sábado 26 de setembro, realizada à tarde, no horário das 16h00, matou as saudades dos paroquianos de seu diácono de 2014, o agora Pe. Tiago, que presidiu a animada missa da novena da padroeira.

Pe. Tiago mostrou em sua homilia a importância da acolhida de novos membros na comunidade paroquial e de como temos de manter a mente e o coração abertos para compreender que não somos detentores exclusivos do anúncio da Boa Nova.

Também durante todo o final de semana, a comunidade pôde se divertir e se deliciar com as guloseimas e petiscos servidos nas barracas da quermesse montada no estacionamento paroquial, em que diversas pastorais não só serviam aos presentes, mas também se divertiam demonstrando que é possível servir com alegria.

no images were found

Ao final da noite de domingo, na última missa, a das 19h30, a presidência da mesma coube ao próprio pároco, Pe. Camilo, auxiliado pelo diácono Arlan, que está servindo à comunidade paroquial neste ano de 2015.

no images were found

Nessa mesma missa, coube ao diácono Arlan, não só servir o altar junto de Pe. Camilo, como também fazer a homilia.

Pe. Edmilson, diretor do Instituto Dom Bosco, no Bom Retiro, veio até nossa paróquia na noite de segunda-feira, dia 28 de setembro, para presidir a sétima missa da novena de nossa padroeira.

Mostrando que o Evangelho do dia era muito parecido com o Evangelho do domingo, Pe. Edmilson em sua homilia frisou insistentemente que Jesus não desiste de cada um de nós.

Na penúltima noite da novena, um outro amigo muito querido da comunidade paroquial de Santa Teresinha, Pe. Piccinini foi quem veio presidir a missa em honra da santinha das rosas.

Em sua homilia, Pe. Piccinini falou da emoção que sentiu quando de sua visita ao santuário de Lisieux, bem como lembrou que naquele dia se celebravam os três arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael e falou então das características de cada um deles.

Chega então o final da novena e que vem para encerrá-la é nosso pastor, o vigário episcopal de São Paulo para a Região Santana, Dom Sérgio de Deus Borges.

Numa homilia firme e contundente, Dom Sérgio exortou a todos a assumir uma clara posição de discípulo missionário e anunciador de Jesus Cristo.

Chegado então o dia da festa da padroeira, dia 01 de outubro, as missas começaram logo às 8h00 com a primeira do dia presidida pelo pároco Pe. Camilo.

no images were found

Às 10h00, como já é de tradição, alunos do Colégio Salesiano Santa Teresinha e do Instituto Mazzarello se deslocaram até a igreja para uma celebração paralitúrgica em homenagem à santinha padroeira.

no images were found

Ao meio dia, mais uma missa festiva para celebrar a santinha, novamente presidida por Pe. Camilo.

Sem esquecer dos idosos e enfermos que já contam com uma missa especialmente dedicada a eles no dia da padroeira, foi a vez de Pe. Ademir presidi-la às 15h00.

E à noite então, às 19h30, forma-se uma pequena multidão na porta da igreja, que sai em procissão pela praça conduzindo o andor com a imagem de Santa Teresinha, procissão essa seguida pela missa festiva e solene numa igreja com os corredores repletos de fiéis que de forma piedosa e entusiasmada aclamaram a sua padroeira.

Na homilia da solene missa, Pe, Camilo lembrou a canonização dos pais de Santa Teresinha, prevista para o dia 18 de outubro e chamou a atenção para o fato de que esse é um grande exemplo da santificação das famílias, tão necessária nos dias de hoje, em que a família se encontra por demais ameaçada.

Fonte: PASCOM Santa Teresinha

Deixe seu comentário

Este espaço destina-se a comentários sobre o texto acima.

Para obtenção de informações, clique aqui




*

(*)campos obrigatórios.